Conversas “Especial” : o CANCRO PEDIÁTRICO em Portugal | Webinar | 17-Set

Setembro é o mês escolhido para promover, no mundo inteiro, a sensibilização para o cancro infantil. Em Portugal surgem, anualmente, cerca de 400 novos casos de cancro infantil e o cancro continua a ser a primeira causa de morte por doença em crianças e adolescentes. Há vários anos que a Fundação Rui Osório de Castro (FROC) se junta a este movimento através de diversas ações homenageando as crianças e adolescentes com cancro, os sobreviventes, as famílias, os profissionais de saúde, investigadores e voluntários que dedicam a sua vida a esta causa.

Este ano organiza uma edição especial do “Conversas Sobre”, direcionado à população em geral e onde os seus convidados vão apresentar a realidade da oncologia pediátrica em Portugal. Em formato de webinar, este momento vai ter lugar no próximo dia 17 de setembro, pelas 16h00, no Zoom, e partilhado na página de Facebook da Fundação.

“Potenciando estas novas plataformas a que todos nos habituámos nos últimos meses queremos chegar a mais portugueses e sensibilizá-los para o que é o dia a dia das crianças, jovens, famílias, profissionais e voluntários que lutam diariamente contra o cancro”, afirma Cristina Potier, diretora-geral da FROC, que reforça ainda: “não podemos ficar indiferentes a esta realidade e é importante alertar o muito que ainda falta fazer nesta área.”

O webinar conta com a participação de Nuno Farinha, presidente da Sociedade de Hematologia e Oncologia Pediátrica, Maria Filomena Pereira, diretora de Serviço de Pediatria do IPOFG de Lisboa e membro do Conselho de Curadores da FROC, Maria de Jesus Moura, diretora de Serviço de Psicologia do Instituto Português de Oncologia de Lisboa Francisco Gentil (IPOFG), e de Margarida Cruz, diretora-geral da Acreditar. A moderação está a cargo da jornalista Fernanda Freitas.

O “Conversas Sobre” foi um projeto lançado nos últimos meses pela Fundação Rui Osório de Castro que consiste em sessões temáticas direcionadas para as famílias, doentes ou sobreviventes, orientadas por profissionais da área e que tendo em conta as circunstâncias impostas pelo COVID 19 adotaram um formato online.

Veja ou reveja AQUI.